quinta-feira, 25 de agosto de 2011

{faço minhas, as palavras de mooch...}


[só queria mesmo era estar deitadinha à espera dele. do fds...
sinto-me estupidamente cansada.
mas foi mais um dia de muita brincadeira e,
por isso,
valeu a pena]

terça-feira, 23 de agosto de 2011

{dizem que o tempo vai melhorar...}

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

{looking down the road}

dois dias após o massacre na noruega, no discurso directo da tvi24 falava-se dos alvos portugueses na lista de breivik. um telespectador[homem de sessenta e poucos anos, guionista], questionava-se sobre os nomes desses alvos, porque seria a solução que portugal precisa para dar a volta...

o pivot tentou interromper este telespectador[homem de sessenta e poucos anos, guionista], mas ele é que foi, imediatamente, interrompido. não estou aqui para falar o politicamente correcto, mas sim aquilo que é preciso ser dito. a europa pôs-se a jeito e portugal está, também, a por-se a jeito.

depois do que se passou em inglaterra, ouvem-se, aqui e ali, mais frases como estas. a europa pôs-se a jeito e portugal está, também, a por-se a jeito.

seis armas foram roubadas este domingo na base dos fuzileiros no alfeite, em almada. juntando estas armas às dez armas de guerra que foram roubadas de uma arrecadação do quartel da carregueira em janeiro, já são dezasseis. somando a todas as outras que devem desaparecer sem que a opinião pública tome conhecimento...

portugal está, também, a por-se a jeito.
pois está.

portugal está a por-se a jeito porque armas continuam a desaparecer e ninguém parece importar-se com isso. portugal está a por-se a jeito porque loucos como o tal telespectador[homem de sessenta e poucos anos, guionista] continuam a dizer as barbaridades que dizem sem que sejam seriamente investigados...

portugal pode estar numa situação que nos desespera... contudo, não acredito que solução que portugal precisa para dar a volta seja a que se começa a ouvir na boca, não só de um homem[de sessenta e poucos anos, guionista], mas de muitos mais.

enquanto os portugueses estiverem dividos em quatro grupos[grupo mizaru(o que fecha os olhos), o grupo kikazaru(o que tapa os ouvidos), o grupo iwazaru(o que tapa a boca) e o grupo de sociopatas que está sempre à espreita, aproveitando toda e qualquer situação para colocar em prática toda a sua loucura]... sim, portugal está, também, a por-se a jeito.

sábado, 13 de agosto de 2011

{janela indiscreta}

nunca fui uma pessoa invejosa. acredito que cada um tem aquilo que atrai. nem mais, nem menos.

[da janela da minha cozinha vê-se uma outra janela de uma outra cozinha. e todos os dias, antes e após todas as refeições[eu disse todas], a mesma rotina:o manel cozinha, a maria põe a mesa; a maria levanta a mesa, o manel lava a loiça; a maria enxuga a loiça, o manel arruma a dita; a maria sai da cozinha... e o manel, com a esfregona lava o chão... o chão! O chão!!!

acabámos de jantar: fiz trouxinhas de frango com puré de maçãs. já arrumei a sala, lavei e arrumei a loiça. e o meu manel? o meu manel está no atelier a pintar o seu quadro. ah, pois é... cada um tem aquilo que atrai. nem mais, nem menos]

nunca fui uma pessoa invejosa.
até hoje.

[e, agora, vou até à minha cozinha. porque o chão não se lava sozinho]

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

{7 de setembro, 7 de setembro, 7 de setembro*}

mas, até lá e por agora, já fico feliz com um fds...



[*reabertura do infantário]

terça-feira, 9 de agosto de 2011

{contra factos...}


menina benfiquista de 6 anos: o benfica é o maior, o benfica é o maior, o benfica é o maior... susana, és do benfica, não és?

eu: não, sou do porto.

mb6a: porquê?

eu: porque o porto é o melhor.

mb6a: não é nada!

eu: é! no ano passado, ganhou todas os jogos e todas as taças! o porto é o campeão!

mb6a: mas ao menos, o benfica tem uma águia verdadeira! os dragões só existem nos contos de fadas! toma!

eu: .......

[...não há argumentos]

domingo, 7 de agosto de 2011

{looking down the street}


ontem, no jornal da noite, passou uma entrevista feita a um jovem que, supostamente, fez sucesso no youtube com um vídeo, um visual duvidoso, meia dúzia de palavras e uma queda. já tinha ouvido falar no tão afamado fenómeno mas ainda não tinha visto o vídeo. esperava outra coisa, sinceramente. completamente irresponsável e desprovido de tudo aquilo que um vídeo precisa para ser considerado um fenómeno, mas está bem. seja. [agora, parece que o protagonista não está a gostar da fama* e está a lidar mal com o sucesso* inesperado... o coitado... só tenho pena que ninguém se tenha lembrado de entrevistar o condutor do automóvel que passou por ele. gostava de saber a sua opinião sobre o dito fenómeno]

um outro lembra-se de "tourear carros" com os amigos a filmar, também, para o youtube. [morreu, claro. no meio da noite, numa via rápida... qualquer um, com dois dedos de testa, saberia que proezas destas só poderiam terminar assim]

o problema, penso eu, é esta geração auto-intitulada, geração youtube. uma geração despida de ideias úteis que usa a criatividade somente para a estupidez. e os seus patrocinadores, claro. enquanto existirem marcas que se aproveitam[como cogumelos parasitas] destes seres néscios que não sabem o que fazer com a vidinha que têm, e canais de televisão que lhes dêem tempo de antena, estes ditos fenómenos irão continuar. fenómenos onde a vida não tem qualquer valor.

dá deus pérolas, a porcos...

[*fama? *sucesso?... quê???]

sábado, 6 de agosto de 2011

{ansiosamente, à espera do dia 7 de setembro}






férias do infantário: dois pirralhos [para semana serão três porque a cegonha está quase a chegar] em casa [menino, 23 meses; menina, 6 anos] e a minha melhor amiga, a chantagem negociação.







[também há quem lhe chame suborno... mas, tenha lá o nome que tiver, obrigadinha deus, por existir]

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

{parece que chove...}

assim que saí do trabalho começou o dilúvio... e foi mesmo bom: lavou-me a alma...

[e as calças, a camisola, os sapatos...]