terça-feira, 12 de outubro de 2010

{o passarinho azul}

@

depois do médico ter-me dito que o meu caminho terminaria numa rua sem saída, senti-me perdida. sem rumo, deambulei pela estrada [com os pés cada vez mais feridos] durante muito tempo. um certo dia, o tal caminhante que me estendeu a mão, ajudou-me a procurar uns sapatos que adequassem melhor àquela jornada que tinha pela frente. os sapatos eram magníficos e as dores tinham desaparecido, tal milagre.

feliz, resolvi gritar aos sete ventos que o caminho não terminava numa rua sem saída e que era possível caminhar, sem estar de mão dada com aquela dor que me atormentava a caminhada [que segundo o médico (e com o tempo, viria a revelar-se assim), seria cada vez mais lenta, cada vez mais tortuosa, cada vez mais difícil].

um passarinho passava e ouviu-me. de asas feridas, juntou-se a mim.

depois, um amigo me chamou para ajudá-lo a cuidar da dor dele. guardei a minha no bolso. e fui.

caio f. abreu


e isto foi o que aconteceu comigo... o passarinho, apesar da sua asa ferida, esteve sempre do meu lado. de cor azul, o passarinho chilreava sons tão belos que me embalavam nas horas mais difíceis [que foram muitas, porque nem sempre os sapatos produziam efeito e as recaídas repetiam-se, umas atrás das outras].

durante a minha caminhada, o passarinho azul foi, tantas e tantas vezes, o meu abrigo, o foco luminoso que me ajudava nos dias mais enevoados e nas noites mais escuras. a este passarinho devo a minha vida. porque, com a sua ajuda, cheguei ao fim do caminho e descobri que, afinal, não era um fim... apenas, um novo começo. e que este novo começo era cheio de flores amarelas.

[obrigada, meu lindo passarinho azul... gosto tanto de ti...]

sei que o meu amigo passarinho azul anda um pouco triste e isso deixa-me sem saber o que fazer. gostaria de pintar o céu de azul cintilante, encher o sol de amarelo quente e as flores, pintá-las de todas as cores do arco-íris.

passarinho azul, como eu não sei pintar... um abraçinho apertadinho acompanhado de muitos beijinhos, ajudará?

25 comentários:

Poetic GIRL disse...

Que linda homenagem à nossa querida Fê, também a tenho sentido triste, espero que seja apenas uma fase, bjs

Fê-blue bird disse...

Estou simplesmente sem palavras!
Tentei escrever os meus agradecimentos profundos no meu blogue,porque realmente não há palavras para descrever a nossa amizade.
Uma amizade indestrutível, alicerçada na força dos vencedores.
Só quem passa o que nós já passámos e passamos poderá compreender esta ligação tão forte.
Bem haja minha querida por toda a alegria que me proporciona.
Beijinhos deste sentimental pássaro azul.

Clarisse Silva disse...

Magnífico...! Lindo o texto no seu sentido literário e pelo sentimento e emoção que traz na bagagem!
Parabéns!
Vivas à vida!
Beijo,
Clarisse

blogdaSerenadog disse...

Lindo! É só o que posso dizer...
Bjs.

Madalena disse...

A Fê é uma mulher coragem e merece todo os carinho que lhe possamos dar. Aqui fica o meu beijinho também!

Rei da Lã disse...

Hã?
Pássaro Azul é o nome de um taxista que eu conheço (só de vista, felizmente) que faz gala das suas compridas - e sujas - unhas ...

Boa noite!

Um Outro Caminhante no Caminho Errante da Vida disse...

"Há um pássaro azul em meu peito
que quer sair
mas sou duro demais com ele,
eu digo, fique aí,não deixarei que ninguém o veja.
Há um pássaro azul em meu peito que
quer sair
mas eu despejo uísque sobre ele e inalo
fumaça de cigarro
e as putas e os atendentes dos bares
e das mercearias
nunca saberão que
ele está
lá dentro.

Há um pássaro azul em meu peito
que quer sair
mas sou duro demais com ele,
eu digo,
fique aí,
quer acabar comigo ?

(…)

Há um pássaro azul em meu peito que
quer sair
mas sou bastante esperto, deixo que ele saia
somente em algumas noites
quando todos estão dormindo.

Eu digo: sei que você está aí,
então não fique triste.
Depois, o coloco de volta em seu lugar,
mas ele ainda canta um pouquinho
lá dentro, não deixo que morra
completamente
e nós dormimos juntos
assim
como nosso pacto secreto
e isto é bom o suficiente para
fazer um homem
chorar,
mas eu não choro,
e você?"

de Charles Bukowski

Espero que gostes.

Leolpoldo disse...

E para o teu passarinho azul que tanto te ajudou aqui fica este poema de Torga:

Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...

Um abraço.

Ritinha disse...

Um xoxinho grande para o passarinho azul. A Fê merece todos os xoxinhos do mundo!!!

Insana disse...

umalinda mensagem de carinho .

bjs
Insana

Brown Eyes disse...

O Passarinho azul deve mesmo ser excepcional. Coneço-o há pouco tempo mas sinto em cada palavra que escreve o seu coração a palpitar. Também gosto dele como gosto de ti que sabes valorizar a amizade, o apoio, sabes dar a mão quando os outros precisam. Nem todos estão lá quando precisamos mas há quem não dê valor, também, aos amigos, às pessoas excepcionais quando as encontra.
Resumindo: Sois as duas Lindas, muito Lindas. Beijinhos para vós.

Lady in high heels disse...

Não sei se conheces "The Blue Bird" de 1940,com a famosa Shirley Temple, Spring Byington e Nigel Bruce

O filme conta a história de Mytyl e Tyltyl, dois irmãos que são levados para uma encantadora viagem pelo passado, presente e futuro, em busca do Pássaro Azul da Felicidade. Simples e divertido, é uma clássica história sobre os poderes da natureza.

Pelo que li, a tua felicidade é o próprio pássaro azul. Que bonita amizade.

mafaldinha disse...

Um passarinho contou-me que esse passarinho de que falas é muito especial. É por isso que gosto de visitar o seu ninho. Muito bom mesmo.

Atena disse...

Maravilhoso esse vosso sentimento de amizade, entre-ajuda, admiração, apoio, cumplicidade... Quem o tem e sente é rico.... rico de uma riqueza sem fim! Realmente quando se fecha uma porta, outra maravilhosa se abre para que a nossa caminhada prossiga com coragem e fé. Grande beijinho às duas, admiro-as demais!

cc disse...

Acho linda essa amizade que as duas sentem (e que nós sentimos) uma pela outra.

Fê, não nos conhecemos mas espero que já esteja melhor!

Joana disse...

E os outros blogs da Fê? Todos muitos bons! Adoro o "Sonhos de Menina" é o meu favorito.

Beijinho Fê!

anita disse...

Bonito texto de uma menina bonita para outra menina bonita!

Amélia disse...

Força e ânimo! Um beijinho às duas!

dandelion disse...

"depois, um amigo me chamou para ajudá-lo a cuidar da dor dele. guardei a minha no bolso. e fui."

Tão lindo. Tenho inveja de uma amizade assim.

A.Tapadinhas disse...

Também tenho um pássaro azul, que transformei em tela, a partir dum poema, nas minhas postagens de
22/set/2009 e 14/out/2007.

Este Pássaro azul, bem real, usufrui de uma constante capacidade de mutação. Primeiro pássaro verdadeiro, depois poema e música, um outro poema a seguir que o transforma na tela, e de novo bem real vem comer milhos à mão.

Temos de acreditar que tudo o que nos acontece tem uma razão.
"O acaso é, talvez, o pseudónimo de Deus quando não quer assinar"

Beijo,
António

Kimbanda disse...

Olá!

Dás a luz que se procura a alumiar um caminho que se traça a cada passo, na medida em que para alguém, a vida é o agora e não daqui a pouco e tudo quanto há dizer, fazer, partilhar... tem de ser já.

Bj e kandandos meus

Sarita disse...

Gostei muito do blog da Fê e dedico-lhe sempre mais que uns meros 5 minutos. Excelente forma de expressão. Espero que a Fê fica boa rápido!

Mané disse...

Um beijinho cor de rosa ao passarinho azul!!!

acácia rubra disse...

Para ti e para o passarinho azul, as minhas flores de acácia.

Beijo

just me, an ordinary girl disse...

bonitas as palavras , lindo o que transmitem!!
e essa frase de caio f abreu é uma das minhas preferidas