sábado, 3 de abril de 2010

{de mochila nas costas...}

... o caminho é em frente. ou não.

depois de ter estado dois dias acampada, há que voltar à estrada. pelo menos, o sol já nos brinda com a sua luz e já se começa a sentir um pouco do seu calor.

apesar disso, está-me a ser difícil avançar, confesso. sinto-me como se vagueasse pela vida, ao acaso, sem saber muito bem que caminho tomar. estou perante uma encruzilhada e não sei para que lado me devo virar.

qualquer lado, é lado. eu sei. seja uma avenida, seja uma vereda... contudo, tenho receio de me precipitar, de não enveredar pelo caminho certo. tenho medo... de me perder.

o problema reside no facto, de nada disto ter sido planeado antecipadamente, como é suposto ser. mas há alturas, na vida, em que imprevistos acontecem. e não há guias, planos ou roteiros para resolver imprevistos. quando o inesperado acontece, só temos é que nos fazer ao caminho com aquilo que temos.

e o que é eu tenho? vontade. e isso, me basta.

5 comentários:

Fê-blue bird disse...

Vontade é tudo o que precisa, e partir à descoberta da vida sem planos pré-definidos , sem nada mais do que a força e a coragem para andar!
Beijinhos

Helga disse...

Havendo vontade, há força!

Beijinho :)

caminhante disse...

A vontade é meio caminho andado...

Brown Eyes disse...

Suzana sabes que eu também planeio tudo com antecedência? Gosto, para não me esquecer de nada mas, os momentos mais felizes da minha vida foram os que não foram planeados. A vontade chega. Beijinhos

caminhante disse...

brown eyes, o que não foi planeado é sempre uma surpresa, por isso, mais saboroso, eu acho...