quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

{looking down the road}

há uns tempos, apesar da minha convicção[que não vale a pena votar], resolvi que jamais voltaria a falhar um acto eleitoral. agora, vejo-me completamente perdida porque não quero falhar com a minha resolução. a questão que eu me colocava antes, mantém-se... em quem?

as campanhas, mais uma vez, têm tido somente um exercício de ataques pessoais. não há nenhum candidato que não tenha atirado pedras ao telhado de um outro candidato. as campanhas eleitorais têm como função esclarecer os eleitores sobre as propostas que cada candidato tem para o seu país... pois. está bem. ainda não ouvi nenhuma proposta. nenhuma.

são estas campanhas[da treta] que me fazem desanimar. não há ideias novas, não há uma plano de trabalhos, não há nada. só se sabe que fulano fez aquilo e sicrano fez pior. ou então, não, porque são tudo calúnias... que por acaso[só por acaso], são provadas no dia seguinte.

[o nosso país é um paraíso para os mentirosos, incrível. será que ninguém - durante as suas infâncias - lhes contou a história do pedro e do lobo?]

há um descrédito total nos candidatos[e em tudo que gira à volta da política], por parte da população em geral. ouve-se, sente-se isso. claro está que, na minha opinião, nós[população em geral] somos os principais culpados. se não fossemos um povo de brandos costumes, se não estivéssemos tão[estranhamente] acomodados, serenos, quase tranquilizados, isto não teria chegado onde chegou.

cavaco silva diz que vai utilizar todos os seus poderes para que portugal encontre o rumo certo. bem... se é assim, porque é que não o fez ainda? já é presidente há tanto tempo... não tinha deixado o país chegar onde chegou. digo eu. não sei. já josé manuel coelho parece-me uma personagem saída do looney tunes. manuel alegre muda de opinião com uma facilidade que me assusta. defensor moura... muita parra... pouca uva? francisco lopes, o discurso camarada de sempre. escapa-se fernando nobre... mas também ele ainda não me explicou como irá pôr em prática tudo o que disse no seu discurso de apresentação de candidatura.

continuo como touro no meio da ponte[que, muito provavelmente, não vai dar a nenhum lado]. espero que até dia 23 de janeiro, alguém consiga mostrar querer, de facto, fazer alguma coisa por um país à beira-mar plantado, muito perto de morrer...
[afogado]

16 comentários:

Lisa disse...

Isto mais parece uma campanha pela vitimização. Ai que estão todos contra mim, são só calúnias e o camandro. É como dizes uma treta das grandes e nós é que temos que pagar o resultado destas tretas :\

Pedro Pires disse...

Isto vai ser por pouco tempo porque Portugal vai ser vendido aos chineses por isso acho que nem vale a pena ir votar como tb não vale a pena nos preocuparmos muito mais com o país.

Francisco Cortes disse...

Votar não é escolher um clube de futebol, telemóvel, carro, casa, ou uma escola para os vossos filhos. É algo muito mais importante: É escolher quem nos governa, a nós, ao mundo e à história. Custa assim tanto recolher informação, discutir as alternativas, pensar um bocadinho e marcar uma cruz num papel?

mafaldinha disse...

Este país é o máximo!!! Até um Tirica temos! E vais ver que vai ser ele ganhar LOLOLOL pelo menos pode contar com o meu voto. É que eu adoro circo :)

Fê-blue bird disse...

Mina amiga:
Partilho das suas indecisões e preocupações. Ando muito assustada e preocupada, porque temos mesmo que mudar isto!!!
Como? Não sei, lamentavelmente :-(

Beijinhos

Rogério Pereira disse...

Hoje não tenho muita coisa a dizer-lhe e assino-me

Um camarada de sempre

Rosa Carioca disse...

E volto a escrever o que já desabafei no meu canto: "Ando enjoada!"

Olga disse...

Eu voto sempre porque foi um direito conquistado com grande dificuldade pelas mulheres, por isso tenho o dever de cumprir esta missão. Voto sempre naquele que eu penso que é o melhor deles todos, nunca voto no que é bom, porque esse não existe ou se existe não é candidato de certeza. Beijos.

Johnny disse...

Fernando Nobre.

Para mim é a melhor pessoa. Claro que, neste meio, chegou ao ponto de se juntar a eles na forma como faz política e já esteve mal numa ou noutra ocasião, tentando até rentabilizar desgraças como medalhas, mas isso é uma consequência do meio em que se está a mover pela primeira vez. Já lhe dizia a mulher que ao meter-se na política iria passar de bestial a besta, mas ele lá achou que tinha o dever de se candidatar e fê-lo. Parece-me que a máquina dele e as pessoas que estão ao lado dele, nomeadamente nos administradores da sua conta de Facebook, não serão as melhores e por isso ele também perde muito. Mas ele é, como pessoa, por tudo o que fez na vida incoparavelmente melhor do que os outros todos. E nós também não podemos estar sempre a pedir mudança na política quando depois não fazemos nada por isso. Claro que não será perfeito, que pode ter Mários Soares atrás deles, que pode ser mais alguma coisa de mal que eu agora nem me lembro, mas a sua vida foi dedicada aos outros e é minha convicção que se ele estivesse à frente de um país que iria pensar nas pessoas e não em lucros, ideologias, filosofias e retóricas. Eu voto nas pessoas e Fernando Nobre é a melhor pessoa.

caminhante disse...

pois... então está bem. as vossas opiniões ajudaram a elucidar aqui a croma. obrigada pelas dicas :)

abraçinho...

cc disse...

Deve ser complicado viver em Portugal nos dias que correm.Parece muito anti-nacional dizer que eu aqui é que estou bem? Pronto, tirando o maldito fog :| mas pelo que ouvi dizer, em Lisboa também estado coberta por nevoeiro há vários dias. Seja como for não votes no Cavaco pelamordedeus!!! Que não há pachorra para o "não comento", "não posso comentar", "um PRr não comenta esses assuntos" e por aí. Olha vota no Tiririca! Assim sempre se riem um bocado lol

Madalena disse...

Hoje não se pode falar em eleições porque é dia de reflexão. Eu vou votar no Nobre. Upss...

Madalena disse...

Hoje não se pode falar em eleições porque é dia de reflexão. Eu vou votar no Nobre. Upss...

Mané disse...

Com uma campanha como a que assistimos, é normal que todos tenhamos dúvidas amiga. Fecha os olhos e desenha a cruz... afinal é mesmo uma cruz que nós carregamos às costas.

Brown Eyes disse...

Como não há ninguém credivel vota-se em branco. Beijinhos

dandelion disse...

Afogado é pouco!!!