domingo, 2 de outubro de 2011

{seriously?!}

eu estou aqui para agradar o povo e não para agradar a ministros. tudo o que eu fiz foi para ajudar o povo madeirense. começa a esgotar a paciência à madeira.

alberto j jardim

opá, sério? começa a esgotar a paciência à madeira???


pessoas que defendeis a.j.j.: por acaso, conheceis algum político que ajude, realmente, o povo? uhm... estais um nadinha confusos, não??? pobres de vós, cabeçinhas vazias. 

[arre! pessoinhas burrinhas... coitadinhas]

@

o povo madeirense continua pobre e sem recursos. estou a falar do verdadeiro povo madeirense e não do povo do funchal que a.j.j. tanto insiste em exibir. estou a falar dos madeirenses que vivem sem água, sem comida, sem nada. porque nada têm. dos desgraçados que, ainda hoje, dois anos após a tragédia de vinte de fevereiro, continuam a [sobre]viver em serra de água nos escombros que sobraram... escombros a que chamam casa, porque não têm mais para onde ir. 

[parece que o dinheiro que deveria ter chegado à ribeira grande, foi gasto em coisitas mais importantes, como estádios, jornais de auto-promoção e outros brinquedos caros]

a.j.j. está sempre a gritar que portugal não é só o continente. concordo. mas acrescento: madeira não é só o funchal.

[e, sim... a.j.j. enriqueceu às custas de politiquices. 
e quem o defende, ou é estúpido... ou é estúpido. 
mas, burro, não. estaria a ofender o bicho ]