segunda-feira, 14 de novembro de 2011

{repost}


e aos poucos, descobri que tudo que perdi, não era nada, comparado com tudo o que tinha ganho.

foi difícil chegar até aqui, até esta conclusão... porque ensinaram-me a olhar só para o que se perde, para aquilo que não existe mais. porque é assim... estamos habituados a sentir [a chorar] somente o que deixamos de ter.

e sentimos a culpa. que nos confunde, nos transvia. e com a culpa, o porquê isto? o que faço agora? e corremos. à procura [vã] de respostas para as perguntas escusadas que teimam em ser.

corremos [num vertiginoso caminho que nos leva a lado nenhum] desesperados. perdidos. dementes. alucinados. à procura de nós mesmos.

até ao momento em que se dá a colisão com a nossa consciência. então, descobrimos que a resposta está em nós. somos nós.

e, como olhos de ver [ver vs olhar] tudo parece óbvio. fácil. e sorrimos.

afinal... eu não perdi.

afinal, eu ganhei.

superei obstáculos insuperáveis, tenho vitórias que celebro todos os dias, recuperei a vida, descobri o [verdadeiro] significado da palavra amizade, conquistei caminho...

[sim, posso ter perdido... mas nada, mesmo nada... comparando com o que eu ganhei, com o que eu tenho tenho hoje]

post recuperado porque quando estou cansada, sinto-me perdida. e hoje, estou mesmo a precisar de me relembrar que tudo está bem... é só cansaço. mais nada.

6 comentários:

Rosa Carioca disse...

Sem dúvida!
Sempre ganhamos!

Rogério Pereira disse...

Balanço de perdas e ganhos
saldo merecedor
de um sono reparador...

Nádia C. disse...

Boa noite :) Vim ao encontro deste blogue depois de andar na Blogosfera à procura de caminhantes; parece-me que não o és mas que tens a vontade de o ser. Bem, procuro um grupo que esteja interessado em fazer grandes/pequenas caminhadas, seja qual for o motivo. Se for o caso por favor contacta-me :) nadia_caetano@hotmail.com

Fê-blue bird disse...

Mana amiga, tem mesmo que descansar!
Não podemos viver de lembranças constantes por muito positivas que elas sejam, não é verdade ?

beijinhos muitos

Ritinha disse...

Um passo de cada vez, amiga. Como tu me disseste que devia ser e é :)

cc disse...

Também ando assim, amiga. Mas, um passo de cada vez, não é?