terça-feira, 20 de abril de 2010

{caminhos de fogo}

o mais importante é saber qual a melhor maneira de caminhar através do fogo

charles bukowski

as dores parecem ter voltado. penso que foi o antibiótico que despoletou esta crise. aconteceu o mesmo com o toni. mas eu sei que eu vou dar a volta a isto... já dei uma vez. e estou demasiado perto de voltar a ter uma vida normal, para permitir que o destino ou o que seja, me volte a pregar uma rasteira.

o caminho está à minha frente. a mochila está pronta. já tenho um pé na estrada. não. eu vou conseguir. porque sim. porque é assim que eu quero. porque é assim que vai ser.

[eu lutei muito por isso, eu mereço isso]

aprendi muito nestes últimos nove anos... hoje, estou mais lúcida, sei o que quero, como quero e o que fazer para o concretizar. hoje sei com que sapatos me calço. hoje, não há nada que me apanhe desprevenida, como aconteceu há quase uma década atrás. hoje, sei caminhar através do fogo...

o caminho é em frente e eu seguirei, em frente, também. porque, pela primeira vez, em muito tempo, sinto-me feliz...

...e isso, está a saber-me tão bem...

9 comentários:

Olga disse...

Força, não te deixes desanimar, existem dias em que nos sentimos com mais dores ou desanimados, mas temos de ser fortes e vencer a doença. Nós somos mais fortes do que aparentemente parecemos. Beijinhos.

Fê-blue bird disse...

Aprender com a vida e principalmente esta não nos tornar amargas.
Minha querida, foi isso que aprendemos e é isso que temos que ter sempre presente, todos os dias.
Muitas vezes dou por mim a pensar, que as nossas dores, as nossas privações nos fortalecem, cada vez ficamos mais fortes e apreciamos mais a vida.
Hoje é mais feliz que ontem, amanhã ainda o será mais!
Agora toca a caminhar!
Beijinhos para o caminho ;-)

Rei da Lã disse...

Fico contente por ti!

caminhante disse...

desanimo, nunca: mais fortes, sempre... beijinhos...

fê, querida... é isso... obrigada pelos beijinhos...

rei da lã... obrigada :)

manelat disse...

As dores são passageiras, como passageiros somos nós, neste mundo. Amanhã, já passaram, passado.

Helga disse...

Podemos escolher caminhar sobre o fogo e vencer a dor, ou aprender a levitar e viver na ilusão que não sofremos. A escolha depende de nós...

Beijinhos :)

Atena disse...

Amanhã é outro dia... e tenho a certeza que a dor não te intimidará querida caminhante.
Deixo aqui o meu abraço para dividir contigo a dor desse dia.

caminhante disse...

manela, tens razão. já passou...

helga, o essencial é olhar o monstro de frente. assim, ele perde a coragem e foge.

atena, a dor já não dói.

obrigada pela vossa força. ajudou-me bastante...

por vezes, o medo faz-nos arrepiar caminho. mas, temos que ser mais fortes que a dor e andar em frente. quem fica para trás... não vive. sobrevive...

beijinhos

Insana disse...

Quando a dor é grande e aos poucos é aliviada vem o momento em que tudo volta e volta de uma única vez e se torna ainda maior, pois os duros golpes que antes te atacou em vários momentos hoje não te dão o espaço. Passar por este momento requer ainda mais força porem se você já chegou ate aqui o ali esta pertinho..

Bjs
Insana