quinta-feira, 29 de abril de 2010

{desvios}



convencida de estar no caminho certo, aparece um desvio, um erro embaraçoso numa curva da estrada. perco-me.

[esqueço-me que todos os caminhos me levam para o desconhecido...]

procuro [quero\exijo] saber para onde o caminho me leva. mas nem sempre consigo [posso] responder a todas as minhas perguntas...

talvez seja esse o objectivo. ficar sem planos ou mapas. talvez assim, aprenda [mais\melhor] com a sinuosidade do caminho [com os percalços da vida].

o desconhecido [porque me perco] é assustador mas não faz mal. quanto mais vou andando, mais preparada me sinto para enfrentar os muitos quilómetros que tenho pela frente.

[talvez errar o caminho... tenha mais significado, assim]

8 comentários:

Fê-blue bird disse...

Que mais posso dizer se disse tudo!

Um caminho errado pode dar ao lugar certo! Tão simples quanto isto.
Um beijinho

Miguel disse...

"Um lugar passa a ser nosso quando sabemos aonde vão dar todas as estradas"

um dia, encontrarás o teu lugar. Nunca deixes de acreditar.

Aquele abraço

Helga disse...

Este texto fez-me lembrar o livro que estou a ler - A Princesa que acreditava em Contos de Fadas - podemos sempre escolher o caminho para sermos felizes, mesmo que o mesmo seja o mais sinuoso e difícil de percorrer, pois será sem dúvida o mais gratificante e onde certamente encontraremos as respostas que procuramos.

Que os teus caminhos, mesmo difíceis, sejam no fim os mais gratificantes.

Um beijinho :

caminhante disse...

fê, amiga: tão simples quanto isto!

miguel, nunca...

helga, sem desafios, que vitórias celebraríamos?

abraçinho

Helga disse...

Tal e qual! Sem desafios e esforço, a vitória teria gosto de derrota!

Beijinho :)

Olga disse...

Li e lembrei-me: Todos os caminhos vão dar a Roma.

caminhante disse...

é isso, helga...

olga... todos, mesmo.

:)

Ava disse...

Errar o caminho faz parte de encontrar o caminho certo...

Amei este teu post e este teu blogue.

Um beijo, Ava.