domingo, 6 de junho de 2010

{rewind}


lembro-me de estar deitada a dormir. a noite ia alta. foste até ao meu quarto e acordaste-me. olhei para ti, com os olhos meio enevoados do sono.

vi o pai natal, lá fora: mandou-me dar-te isto, disseste-me.

um coelho de peluche gigante! saltei da cama e abracei o meu coelho gigante, muito maior do que eu, que era tão pequenina, ainda. e enchi-te de beijos. deitei-me com o meu coelho gigante que mal cabia na minha cama. porque é que o pai natal me deu este coelho tão grande? ainda falta mesmo muito tempo para o natal, a mãe disse-me que ainda é verão e o pai natal só vem no inverno... olhaste para mim e sorriste.

vá, agora dorme...

e eu dormi... com um sorriso do tamanho do meu coelho gigante.

lembras-te?

[vê se melhoras rápido... fazes falta...]

13 comentários:

Ava disse...

Lindo momento. As recordações lindas da infância fazem-nos tanto bem...

Beijinhos doces e um bom domingo, Ava.

blogdaSerenadog disse...

As boas coisas que nos aconteceram, durante a vida, nos fortalecem e nos animam a sempre seguir.
Lambidas serenas...

Helga disse...

O Natal é quando um homem quiser, especialmente um pai. O prazer de se oferece algo a quem amamos sem ser porque fica bem ou porque a sociedade obriga, é de uma satisfação enorme. Também recebi uma boneca assim. A Rosa - nome que lhe dei - também chegou no Verão com votos de feliz natal.

Obrigada por este belo momento e desejo de rápidas melhoras a quem te faz falta.

Um beijinho :)

pink poison disse...

Faz falta o pai. Como te pecebo, ainda bem que lhe desejas as melhoras com algo alegre e que emociona. Boa sorte e muita força!

Rosa Carioca disse...

É isso mesmo, o Natal acontece sempre que se quiser (aprendi isso com meu pai).
(saudades mil)

johnny disse...

As melhoras. Segue uma carrada de energia positiva, não da Galp mas da outra.

Rogério Pereira disse...

Sei, pelo que diz, que seu paizão lhe cabe, inteirinho, no seu coração...

Rápidas melhoras...

Não há, no calendário dos "dias de qualquer coisa" esse dia? Passa a haver

Fê-blue bird disse...

Amiga:
Que linda homenagem fez ao seu pai.
Ele vai voltar, melhor e mais forte para poder abraçar a dimensão do seu amor!
Uma imagem linda e comovente.
Beijos aos dois!

caminhante disse...

um beijinho carinhoso a todos, na pontinha do nariz...

dandelion disse...

Que ternura. Gostei muito. Os pais são assim :)

cc disse...

Também gostava quando os meus pais me faziam surpresas. É tão bom recordar :)

caminhante disse...

é tão bom ter recordações assim, verdade?

bjinhos

Olga disse...

Coisas que é impossível esquecer.