domingo, 17 de abril de 2011

{rewind}


lembro-me do aroma a sabão natural ficar cada vez mais intenso, à medida que a água corria solta pelo tubo de plástico preto. com uma escova de cerdas rijas, o tanque[enorme] era bem lavado e voltava-se a encher de água para receber a próxima leva de roupa suja.

mas... antes da roupa suja, um miminho para nós, miúdos[pequenos]: de fato de banho vestido, toca a brincar a tarde toda, até ao sol se esconder por de trás das grandes montanhas que abraçam a pequena aldeia.

da mangueira de cor bege, desbotada pela passagem dos tempos, jorrava água transparente com cheiro a terra e um sabor indescritível[tão saborosa...].

bolas de sabão subiam pelo ar e, quando rebentavam, partículas de arco-íris espalhavam-se ao vento[quente] daquelas tardes de verão.

brincávamos tanto,
espalhávamos a água toda,
saltávamos de mãos dadas...

os domingos[dos verões da minha infância, lá na terra dos sonhos] eram, assim, passados... com muito divertimento repleto de risos de criança.

[hoje é domingo... um sorriso terno, uma lágrima de saudade...]

15 comentários:

Polly disse...

Que saudades e recordações vivi de alguns momentos de infância dentro do tanque do meu avô. Momentos que guardo para sempre dentro do meu coração...

Kisses, Polly

dandelion disse...

Eu também brincava no tanque dos meus avós Monção :') e tens razão dá cá uma saudade só de pensar nisso!

Ritinha disse...

Eu adorava passar as férias grandes na aldeia da minha família em Castelo Branco porque também havia lá uma tanque enorme onde podíamos brincar! Que recordação tão boa! Obrigada!

mafaldinha disse...

Eu sou de Lisboa tal como toda a minha família. Nos apartamentos não havia disso :||

✿ chica disse...

Lindíssimas, doces e ternas recordações.Deu pra viver, reviver tudo isso...ADOREI!!!beijos,chica

Rogério Pereira disse...

Coisas de infância
De meninas
de rapazes
todos eles capazes
de um gesto aqui necessário

Mané disse...

Doces recordações! Gostei tanto do que escreveste! Também para mim os Verões da minha infância foram assim!

Bjos!

Patri disse...

Revi-me nas tuas palavras =) Lindo! Um beijinho grande!

Joana disse...

Os Verões da minha infância também foram passados na aldeia dos meus avós e tenho muitas lembranças desses tempos!

Obrigada pela visita e volta sempre que eu também voltarei!

Miguel Ângelo disse...

Os nossos tempos de infância são memoráveis, de facto!

Thê disse...

Adorei este post e lembrei-me de coisas que já me tinha esquecido :')

Um bjo!

Marta disse...

Eu sinto muitas saudades dessa época…mas quem não tem saudades da infância não é?

DÉIA disse...

Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. E VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
Esse é o link do meu blog
http://wwwdeiablog.blogspot.com/

Briseis disse...

São recordações deliciosas que ficam... Quase todos temos memória desses cheiros e das bolas de sabão... =) agora já não há. Toda a gente tem máquina de lavar e brincar com sabões é perigoso...

Fê-blue bird disse...

Amiga:
Este seu lindo post também me fez recuar no tempo e voltar à terra dos meus pais, perto da Figueira da Foz.
Também lá passei tempos deliciosos com a minha avó Ana, que era minha cúmplice e que cuidava de esconder algumas malandrices que fazia...com uma lágrima lhe envio um beijinho