sexta-feira, 6 de maio de 2011

{copyright}

Não sabia que agora se comemorava a morte de uma pessoa. Isto de ter uma Nação atrás de um só indivíduo e matá-lo ou querer matá-lo soa-me a tudo menos a século XXI. Depois ficam muito escandalizados quando jovens de catorze anos aparecem armados nas escolas e matam à queima roupa colegas e professores. É a banalização e o elogio constante da morte e do homicídio. Até gritam nas ruas e batem palmas.

Ainda para mais é estúpido. Em vez de perderem tempo atrás dele, que tentassem desmantelar eficientemente a teia em que ele estava metido. Matá-lo não significa nada, a não ser a eliminação de uma cabeça de onde vão nascer agora outras duas ou três ainda mais preparadas. Durmo com o mesmo estado de espírito, com ele vivo ou morto.

Isto se de facto morreu só agora, ou se de facto está morto de todo...


não diria melhor... foi triste e, sinceramente, incomodou-me.

[tenho cá para mim que o executaram só para o silenciar. não fosse ele dizer tudo o que sabe. mas tudo mesmo. pois... porque são escuros os caminhos lá por aquelas bandas. dos estados unidos da américa. muito escuros mesmo]

6 comentários:

Sofia Azevedo disse...

Também me soa tudo muito estranho, principalmente com a aproximação das eleições nos EUA.
Quanto à celebração da morte, o exemplo só podia vir de um povo que se proclama conservador, quando são os maiores perversos de todos os povos.

Briseis disse...

Até que enfim... um comentário minimamente são e consciente a esta história toda... Gostei.

Fê-blue bird disse...

Amiga:
Eu também não sei qual será o maior criminoso, também sinceramente não acredito em nada do que eles ( EUA) dizem, tudo não passa de uma grande encenação.

beijinhos

Lisa disse...

Como não há maluquinhos que cheguem neste mundo temos uma nação inteira que os fabrica a torto e a direito! E tal como a Fê eu também não acredito em nada do que sai daquelas boquinhas americanas!

Amélia disse...

Incomodou muita gente amiga. Eu ainda não acredito que tenha sido assim como eles dizem. Aquilo está tudo muito mal contado.

dandelion disse...

Muito de podre anda por terras de Obama. Sempre andou.